Leona Lewis Expõe Trabalho Infantil, Crueldade Com Os Animais Na Indústria Do Couro Do Bangladesh

 

10 de dezembro de 2015

A revelação da PETA expõe uma visão sem precedentes a uma indústria de 1.2 bilhões de dólares

Daca, Bangladesh – Durante dois anos, a PETA Alemanha, juntamente com o jornalista Manfred Karremann, investigaram a indústria de bilhões de dólares no Bangladesh. Agora, um novo legendado vídeo da PETA narrado pela cantora Leona Lewis expõe, tal como a própria afirma, “quem paga o preço mais elevado pelo couro”: as crianças trabalhadoras e os animais que são esfolados vivos para fabricar sapatos, cintos, casacos, bolsas e outros produtos que são exportados pelo mundo.

Como Lewis revela, estima-se que todos os anos, 2 milhões de vacas são transportadas em camiões extremamente lotados por milhares de quilómetros desde a Índia – onde é ilegal o seu abate – até ao Bangladesh. Muitas chegam ao destino com caudas partidas e feridas abertas e estão tão fracas e subnutridas que nem se conseguem manter de pé. Em matadouros – ou ilegalmente nas ruas – as suas gargantas são cortadas com uma faca, e algumas ainda lutam para tentar fugir quando as suas peles são arrancadas.

As fábricas de curtumes usam químicos tóxicos para evitar que a pele dos animais apodreça. Os trabalhadores desprotegidos, incluindo as crianças, andam descalços a ensopar as peles em químicos carcinogénicos, cortam as peles com facas e trabalham com maquinaria perigosa – alguns chegam a perder os dedos durante todo o processo. O refugo tóxico é depois lançado ao rio, que se tem tornado num pântano borbulhante. A maioria dos trabalhadores tem problemas respiratórios crónicos devido aos vapores químicos e falta de ventilação. Estima-se que 90 por cento dos trabalhadores de curtumes morrem antes dos 50 anos de idade.

“A produção de couro causa sofrimento aos animais, aos trabalhadores e ao ambiente”, diz Lewis no vídeo. “Por favor, considerem o impacto das vossas compras, e adquiram apenas roupas e acessórios fabricadas com materiais sintéticos livres de crueldade, de fibras naturais e vegan.”

A Lewis faz parte de uma longa lista de celebridades – a qual inclui o Joaquin Phoenix, a Pink, a Natalie Imbruglia, a Joss Stone and a Charlize Theron – que se juntaram à PETA, e cujo lema é, em parte, que “os animais não são nossos para usar”.

Filmagem de qualidade está disponível para descarregar aqui. Fotografias da investigação estão disponíveis aqui. Para mais informação, por favor, visite PETA.org.uk.