Pete Doherty Junta-Se À Campanha Contra A Utilização De Peles (Foto)

 

17 de março de 2016

 

O cantor junta-se à PETA para incentivar a The Kooples a não utilizar peles

Lisboa – Apesar da marca de moda The Kooples ter ouvido a proclamação do público e ter abandonado a utilização de lã de angorá, ainda continua a utilizar peles de guaxinim, raposa e coiote – e por esse motivo Pete Doherty, que já desenhou uma coleção para a The Kooples, enviou uma carta em nome da PETA a solicitar que a loja deixe de utilizar definitivamente peles de animais.

“Já praticamente nada me choca, mas a exposição em vídeo, captado em segredo, pela PETA sobre as explorações de produção de peles chocou-me – e chocou-me profundamente”, escreve Doherty. “É óbvio que toda a vida destes animais é repleta de tortura… E tudo isto em nome da moda? Isto não faz qualquer sentido.”

PetePhotoBooth

A exposição feita da PETA revela como os animais nas explorações de produção de peles passam as suas vidas confinados em gaiolas exíguas e imundas antes de serem eletrocutados, gaseados e envenenados. Em ambiente selvagem, os animais que são capturados em armadilhas com mandíbulas de aço podem sofrer durante dias devido à perda de sangue, desidratação e ataques de predadores antes de morrerem asfixiados ou à paulada.

A PETA – cujo lema dita, em parte, que “os animais não são nossos para que os possamos vestir” – está a apelar à The Kooples para, tal como Doherty escreve, “demonstrar que se importam com o sofrimento dos animais alargando a proibição da utilização de angorá… a todas as peles de animais.”

Muitos dos grandes revendedores e designers – incluindo Topshop, Stella McCartney, Vivienne Westwood e muitos mais – proíbem a 100 por cento a utilização de peles.

 

A carta de Doherty está disponível aqui. Para mais informações, por favor, visite PETA.org.uk.